Aguarde estamos carregando o maior site especializado em Flamengo
Participe do fórum Flamengo e concorra prêmios
  1. Flapress

Valores Pendentes: Atlético Mineiro Aguarda Recebimentos de Clubes

Por Redação Flapress em 03/05/2024 11:20

Dívidas Pendentes com o Atlético Mineiro

O balanço financeiro divulgado pelo Atlético Mineiro traz à tona a existência de valores pendentes a serem recebidos por outros clubes em virtude de vendas de jogadores. O montante total a receber ultrapassa os R$ 68 milhões. Entre os devedores está o Flamengo, que adquiriu o volante Allan por R$ 43 milhões. A transação foi marcada por polêmicas devido à rivalidade entre as torcidas e às provocações do time carioca. A dívida atual do Flamengo é de R$ 20,5 milhões. O Fluminense também figura na lista, devendo ao Galo cerca de R$ 12,7 milhões. O Pumas do México, com uma dívida de R$ 10,2 milhões, ocupa o terceiro lugar. Em quarto lugar vem o Vasco, com R$ 6,2 milhões pendentes.

Mercado de Transferências

Na temporada passada, o Atlético Mineiro negociou diversos atletas, incluindo Rafael, Nathan Silva, Dodô e Allan . Recentemente, o clube manifestou interesse na contratação de Shola, atacante de 18 anos do Flamengo . Para a temporada em curso, o Galo contratou Palacios, Scarpa e Bernard, que se juntará ao elenco no meio do ano.

Conclusão

Os valores pendentes a receber pelo Atlético Mineiro demonstram a importância de uma gestão financeira responsável no futebol. O clube aguarda o pagamento das dívidas para fortalecer suas finanças e investir em novas contratações.

AVALIE ESTA NOTÍCIA

Leia também

O Dilema de Gabigol: Conselhos de Filipe Luís e o Futuro Incerto

O Dilema de Gabigol: Conselhos de Filipe Luís e o Futuro Incerto

Negociação de Fabrício Bruno: Flamengo avalia proposta do West Ham

Negociação de Fabrício Bruno: Flamengo avalia proposta do West Ham

Gabigol: Declínio no Flamengo e o futuro incerto

Gabigol: Declínio no Flamengo e o futuro incerto

Negociações Agitam o Mercado do Flamengo

Negociações Agitam o Mercado do Flamengo

Comentários: